segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Candidatura freelancer: O que não dizer?

Fonte

Muito bom dia senhoras e senhores! Sim, estamos de volta e hoje com mais um post lindo de utilidade pública! Não raras vezes cês veem por aqui diversos posts falando sobre carreira freelancer e dicas pra home office, né? Pois bem, hoje têm mais dicas úteis para esse momento tão importante na vida de um freelancer: a candidatura pra uma oportunidade!

Mas, me digam: cês já pararam pra pensar no que não dizer nessas horas? Então, venham comigo.
Bom galera, já faz um tempinho que eu vasculho sites de oportunidades de trabalho para freelancers e posso dizer que já vi muita coisa por lá. Verdadeiros absurdos, migos, tanto para os contratantes quanto para os futuros contratados. Deixa eu contar pra vocês sobre essas coisas que eu vi e, ao mesmo tempo, que cês não deviam fazer na hora de se jogar numa candidatura freela.


Erros de português
Ai, galera, como isso é difícil. Lembrando que eu tô falando mais especificamente de oportunidades voltadas pra galera de redação e conteúdo, MAS isso aqui tem que valer pra todo mundo: como é que tu vai te apresentar pra um emprego online com erros de português? NOT. Uma boa ideia é sempre escrever o texto de candidatura em um programa que tenha revisor, como o próprio Word e o Libre Office Writer também. Ler mais de uma vez também te ajuda a identificar pequenos errinhos de gramática que tu pode não ter visto antes. É bom pra se ligar.


"Não tenho experiência, mas tenho vontade"
Como eu já vi disso! Não que nunca dê certo, eu mesma já consegui experiência freelancer com escrita sobre determinados assuntos que eu jamais tinha pensado em escrever. Acontece também de a gente ver os próprios contratantes dizendo que tu não precisa ter experiência no assunto que, desde que tenha vontade, eles te ensinam e fica tudo certo, MAS nem sempre é assim. Às vezes isso pode te ajudar nos primeiros freelas sim, mas a ideia é que tu sempre seja verdadeiro contigo mesmo e saiba até onde consegue ir e se vai dar ~conta do recado~ que estão te passando.


"Tenho interesse, aqui está o meu e-mail"
Ô gente, sinceridade aqui: cês acham mesmo que um contratante vaise interessar por vocês se o único contato for "oi, gostei da vaga, tenho interesse, meu email/telefone é tal". Não, né? E o que tu faz, meu filho? Qual a tua experiência? Porque é que a gente teria que te contratar em meio à milhares de outros interessados? Se tu não te mostra interessado pelo emprego nem no primeiro contato, que dirá com o próprio trabalho, né?


Não ler toda a explicação da vaga
Sabe quando tu ficava puto da cara com os coleguinhas que perguntavam pra professora justamente a mesma coisa que ela tinha acabado de explicar? Então. Já cansei de ver (ao menos nos sites que deixam público o recado de todo mundo) gente que não lia todo o texto sobre a vaga e perguntava coisas que já estavam obviamente ditas ali. A menos que eu esteja muito engana, acredito que toda essa galera não foi contratada. Mas, claro, também depende muito do estilo do contratante e do que afinal de contas ele quer. 

Pode acontecer do contratante nem saber o que quer? Bastante, mas pra tudo se dá um jeito, né? Assim esperamos ao menos. Quais as coisas mais absurdas que cês já encontraram em sites de freela? Aliás, cês têm dúvidas sobre a carreira freelancer? Deixa tua pergunta que eu vou tentar ajudar, viu? ^^

Bom, por hoje era isso.
Até semana que vem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! Conte aí nos comentários o que você achou deste post!